Observatório de projetos e políticas de leitura

Por Lucia Penteado
Pesquisadora de Políticas, Programas e Projetos de Leitura do iiLer / Cátedra UNESCO de Leitura
Um lugar em que podemos observar e estudar um determinado tema ou fenômeno no tempo e no espaço. Apesar de simples, essa é uma definição de Observatório que pode ser aplicada em várias áreas de interesse. O campo da leitura e da formação de leitores é uma delas. Com essa intenção e perspectiva, a Cátedra Unesco de Leitura da PUC-Rio está criando o Observatório de Projetos e Políticas de Leitura no Brasil e na América Latina: um espaço dinâmico, de convergência de informações e interações pessoais, que estimula a reflexão e o diálogo permanentes, em torno de diversas ações de incentivo à leitura no Brasil e demais países da América Latina.
Que projetos estão sendo desenvolvidos? Onde podemos localizá-los? Quais iniciativas podem ser consideradas casos de sucesso? Quem está pesquisando sobre determinado assunto? No Observatório, respostas e informações sobre essas e outras questões estão organizadas e sistematizadas com o objetivo de auxiliar pesquisadores e professores na área de leitura, por meio de análises e discussões que contribuam para decisões e ações no campo da leitura e da formação de leitores. Sua estrutura foi desenvolvida para oferecer visibilidade aos projetos, programas e políticas de leitura, divulgar exemplos bem sucedidos como fonte de inspiração para outras iniciativas, bem como eventos e notícias relacionados ao tema. Possuindo uma rede de comunicação como base de sua estrutura, o Observatório alimentará e será alimentado por várias pessoas e instituições, articulando especialistas, gestores e mediadores.
Como exemplo, podem ser citadas fontes públicas nacionais e internacionais, como Ministério da Cultura, Biblioteca Nacional, Ministério da Educação, Unesco, IFLA, CERLALC, todos com atuação central para o desenvolvimento da leitura na América Latina, além de iniciativas do terceiro setor e do setor privado, como Itaú Cultural, Instituto Votorantim, Natura, entre outras.
Vale ressaltar que várias ações desenvolvidas pela equipe da Cátedra também serão utilizadas como fontes importantes para o Observatório, tais como os projetos Viva Leitura e Serra Viva. O papel dos especialistas, com análises em diversas áreas de interesse no âmbito da leitura, será fundamental para garantir o dinamismo e a visão ampla e multidisciplinar desse ambiente.
O Observatório funcionará por meio de uma plataforma de consulta e diálogo dentro do portal da Cátedra, com as seguintes áreas: link de cada projeto, programa e política, contatos, documentação, análises, opiniões, pesquisas, artigos e fóruns. Em um primeiro momento, o trabalho do Observatório terá como foco o Brasil, oferecendo um banco de dados sobre projetos e políticas públicas de leitura existentes e com histórico de continuidade. Ao avançarmos na construção deste observatório, trabalharemos com informações sobre outros países da América Latina.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Revista Escribanía com chamada aberta para artigos sobre comunicação

“Educar ya no significa transmitir y memorizar información”