Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2014

"Existe uma cultura internacional digital entre os jovens"... "Quem deve monitorar a privacidade das crianças na rede?" (18/19)

Imagem
Vitor Tomé - Universidade do Algarve  Sinaldo Luna - UFPB (Brasil) Caiu na rede é peixe? Como você cuida da sua segurança na internet? Esse tema deve ser discutido em sala de aula com os alunos, desde que são ainda pequenos, porque hoje é cada dia mais cedo a iniciação no mundo virtual (que também é real). E de quem [é a responsabilidade por monitorar a privacidade das crianças na rede? Como fazer isso? O fato da internet ter aproximado tanto as pessoas, por um lado, trouxe algo de comum aos jovens, por exemplo? Existe um comportamento que os distingue dos demais usuários da rede? Reflita sobre essas questões!  Até domingo, 11 de maio, pesquisadores, estudantes, professores estarão desafiando você a ler cada um dos textos que escreveram e refletir sobre seu conteúdo! Ou ainda desafiando você a levar essa reflexão a salas de aula, família, igrejas, amigos, mesa de bar...porque tudo que não se pode fazer em relação aos meios de comunicação, às novas tecnologias e às mensa

"Prensa-Escuela - Cuando las palabras tienen el poder de transformar la realidad" (16/17)

Imagem
Judith Maria Peña SantoDomingo - Universidad de San Buenaventura (Colombia)  Juan Carlos Ceballos - Universidad Pontificia Bolivariana (Colombia) Por que produzir meios de comunicação na escola? Ao produzir um jornal escolar ou um programa de rádio, por exemplo, os alunos, além de entenderem o processo de construção de uma mensagem, tornam-se autores e, portanto, devem ter uma postura ética, crítica e criativa em relação ao que escrevem. Mas além dessas três dimensões, você acredita que o trabalho com os media na sala de aula pode trazer também uma dimensão cidadã? É possível com um trabalho começado em sala de aula, transformar realidades ao nosso redor? Por quê? Até domingo, 11 de maio, pesquisadores, estudantes, professores estarão desafiando você a ler cada um dos textos que escreveram e refletir sobre seu conteúdo! Ou ainda desafiando você a levar essa reflexão a salas de aula, família, igrejas, amigos, mesa de bar...porque tudo que não se pode fazer em relação ao

"Há mote necessário: no início e no fim do meio de comunicação, deve haver cidadania e participação" (15)

Imagem
Profº Dr.Fernando Paulino - UnB (Brasil) Você já parou para pensar que com os avanços tecnológicos foram criadas novas demandas  em relação à democratização dos meios de comunicação (ainda concentrados nas mãos de poucos)? Como permitir uma maior participação do público nos diversos meios? Já parou para pensar que o  direito à comunicação não diz respeito somente ao acesso à informação, mas também  aos canais de difusão de conteúdos? Até domingo, 11 de maio, pesquisadores, estudantes, professores estarão desafiando você a ler cada um dos textos que escreveram e refletir sobre seu conteúdo! Ou ainda desafiando você a levar essa reflexão a salas de aula, família, igrejas, amigos, mesa de bar...porque tudo que não se pode fazer em relação aos meios de comunicação, às novas tecnologias e às mensagens que recebemos todos os dias é não refletir sobre eles! Os depoimentos dessas pessoas foram colhidos por nós durante o II Confibercom (Congresso Iberoamericano de Comunicação), que a

"Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique..." (14)

Imagem
Camila Garcia Kieling - PUC/RS (Brasil) O que é jornalismo? Qual o seu papel na sociedade? Atualmente, num mundo repleto de informação, é o jornalismo que está em crise ou apenas seu modelo de negócio? Como o público pode contribuir para tornar o jornalismo local mais relevante? Até que ponto a aproximação entre o jornalismo e o infotainment compromete a credibilidade do primeiro? Até domingo, 11 de maio, pesquisadores, estudantes, professores estarão desafiando você a ler cada um dos textos que escreveram e refletir sobre seu conteúdo! Ou ainda desafiando você a levar essa reflexão a salas de aula, família, igrejas, amigos, mesa de bar...porque tudo que não se pode fazer em relação aos meios de comunicação, às novas tecnologias e às mensagens que recebemos todos os dias é não refletir sobre eles! Os depoimentos dessas pessoas foram colhidos por nós durante o II Confibercom (Congresso Iberoamericano de Comunicação), que aconteceu em Braga, Portugal, entre os dias 13 e 16 de a

No que a Educomunicação inova como uma paradigma sobre a interface comunicação e educação? (13)

Imagem
Claudemir Viana (USP/SP) - Brasil Você já ouviu falar em Educomunicação? De que maneira esse novo campo agrega sentido à discussão sobre as políticas púbicas de educação para a mídia em vários países no mundo? Você sabia que a Educomunicação trabalha com dimensões como a leitura crítica dos meios, gestão da comunicação, produção mediática, arte-educação , mediação tecnológica? E que seu objetivo é criar ecossistemas comunicativos em espaços educativos, revendo as relações de comunicação e tornando-as mais horizontalizadas e democráticas? Será que as práticas educomunicativas podem ajudar a formar cidadãos mais críticos e participativos? Pesquise mais sobre o tema em abpeducom.blogspot.com  Até domingo, 11 de maio, pesquisadores, estudantes, professores estarão desafiando você a ler cada um dos textos que escreveram e refletir sobre seu conteúdo! Ou ainda desafiando você a levar essa reflexão a salas de aula, família, igrejas, amigos, mesa de bar...porque tudo que não se pode fazer

Educação para comunicação? Comunicação para educação? (12)

Imagem
Fábio Hansen (UFPR) e Rodrigo Varela ((ESPM -Sul) - Brasil  Educar para comunicar? Comunicar para educar? Os dois juntos? Como relacionar as duas áreas de forma a criar espaços mais dialógicos, democráticos, onde qualquer sujeito tenha a possibilidade de criar suas mensagens independentemente de raça, credo, orientação sexual, opção política, etc ? Como trabalhar não apenas a fruição da informação, mas também a apropriação dos meios e a comunicação voltada ao desenvolvimento ? Até domingo, 11 de maio, pesquisadores, estudantes, professores estarão desafiando você a ler cada um dos textos que escreveram e refletir sobre seu conteúdo! Ou ainda desafiando você a levar essa reflexão a salas de aula, família, igrejas, amigos, mesa de bar...porque tudo que não se pode fazer em relação aos meios de comunicação, às novas tecnologias e às mensagens que recebemos todos os dias é não refletir sobre eles! Os depoimentos dessas pessoas foram colhidos por nós durante o II Confibercom

Os povos dos rios e das florestas precisam de oportunidades para comunicar suas visões de mundo! (11)

Imagem
                      Daísa Rosário - UFPA (Brasil) Como os meios de comunicação representam parte da população de um país ou de um determinado grupo social ou cultural? De que maneira são formados os conceitos que temos de estrangeiros, mulheres, negros, homossexuais? Por que achamos que um tipo de corpo é mais bonito que outro? Quem nos ensinou sobre isso? As notícias são equilibradas em termos de diversidade de fontes e opiniões? Todos os povos e etnias têm conseguido retratar sua própria visão de mundo ou há sempre alguém a escrever por eles e a retratá-los sem que eles tenham espaço para isso? Como podemos resolver a questão da democratização da comunicação para que todos tenham a oportunidade não apenas de fruir, mas produzir informação?  Até domingo, 11 de maio, pesquisadores, estudantes, professores estarão desafiando você a ler cada um dos textos que escreveram e refletir sobre seu conteúdo! Ou ainda desafiando você a levar essa reflexão a salas de aula, família, igre

De quem é a verdade? (10)

Imagem
Alexandre Almeida - Universidade do Minho Você acredita em tudo que sai na mídia? Costuma comparar uma mesma notícia entre diferentes veículos de informação? Analisa se um texto traz diversidade de fontes e pontos de vista? Uma imagem é mais objetiva que um texto? Você já percebeu que muitas vezes os silêncios e as omissões podem dizer mais que o próprio texto jornalístico? O que é verdade pra você? Existe imparcialidade e objetividade no jornalismo? Até domingo, 11 de maio, pesquisadores, estudantes, professores estarão desafiando você a ler cada um dos textos que escreveram e refletir sobre seu conteúdo! Ou ainda desafiando você a levar essa reflexão a salas de aula, família, igrejas, amigos, mesa de bar...porque tudo que não se pode fazer em relação aos meios de comunicação, às novas tecnologias e às mensagens que recebemos todos os dias é não refletir sobre eles! Os depoimentos dessas pessoas foram colhidos por nós durante o II Confibercom (Congresso Iberoamericano d

UM com inscrições abertas a partir de 20 de maio para Mestrado em Comunicação, Cidadania e Educação

Imagem
O Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade do Minho abre em 20 de maio iscrições para o seu Mestrado em  Comunicação, Cidadania e Educação, que teve a primeira turma em 2 010-2011. O objetivo principal do curso é proporcionar o estudo aprofundado dos fenómenos comunicacionais no contexto das sociedades atuais, focando em especial os cruzamentos e interações entre os universos dos media, da comunicação, da educação e da cidadania. Visa igualmente desenvolver estratégias de promoção da educação para os media no sentido de aumentar os níveis de literacia mediática dos cidadãos portugueses, nomeadamente dos mais jovens. Sendo a Educação/Literacia para os Media, atualmente, um domínio de investigação, de estudo e de intervenção fundamental à promoção de uma cidadania esclarecida e interveniente, pretende-se com este curso desenvolver os referenciais teóricos e metodológicos adequados ao desenvolvimento da investigação e da intervenção nesta área. Procura-se, dest