Postagens

Mostrando postagens de 2019

Memes viram tema de matéria do R7

Imagem
O uso de memes em sala de aula foi tema de matéria no portal R7, que ouviu o jornalista Dodô Calixto, doutorando em Comunicação na USP e o professor Claudemir Viana, da ECA/USP, ambos membros da Associação Brasileira de Profissionais e Pesquisadores em Educomunicação - ABPEducom.


Os dois ressaltaram os potenciais dos memes como forma de comunicação, mas também alertaram para problemas que podem trazer e que devem ser discutidos na escola: “Muitos memes carregam mensagens sexistas, racistas e de violência simbólica, que devem ser discutidas pelos professores com os alunos na escola”, observa Calixto. É possível ensinar a rir sem ofender um determinado grupo, por exemplo. “A capacidade de interpretar, de avaliar o que está por trás da piada é uma habilidade importante a ser desenvolvida pelos estudantes”, completa o professor da Escola de Comunicação e Artes da USP (Universidade de São Paulo), Claudemir Edson Viana.

Veja a matéria completa no link: https://bit.ly/2Hiiicb

Intervozes lança cartilha sobre desinformação e direito à comunicação

Imagem
Nesta terça, 20/08, a partir das 19h, o Intervozes estará online para discutir #fakenews com a Coalizão Direitos na Rede e o FNDC Democratização da ComunicaçãoO debate marca o lançamento da cartilha "Desinformação: ameaça ao direito à comunicação muito além das fake news", elaborada pelo Intervozes.
A transmissão ao vivo acontece a partir do bit.ly/Canal_Intervozes
Acesse a cartilha no link: http://intervozes.org.br/publicacoes/desinformacao-ameaca-ao-direito-a-comunicacao-muito-alem-das-fake-news/

Santa Catarina sedia colóquios de Educomunicação em Setembro

Imagem
Dias 9 e 10 de Setembro acontece em Florianópolis, Santa Catarina, o VIII Colóquio Catarinense de Educomunicação e o VII Colóquio Ibero Americano de Educomunicação na UDESC/Campus Itacorubi. O tema será "Educomunicação: Tecnologia e Educação em Debate".

Programação
Dia 9 de Setembro
10h00 - 10h30 – Solenidade de Abertura
10h30 - 11h30  – Palestra de Abertura: Didática Digital para a Criação de Ambientes e Ecossistemas Educomunicativos de Base Humanista - Dr. António Moreira (Universidade Aberta de Portugal) 
12h00  - ALMOÇO
14h00 - 15h00 – Palestra:  Educomunicação e Epistemologias do Sul - Dra. Rosane Rosa (UFSM) 
Apresentação de pesquisas do PPGE da UNIPLAC/SC
15h00 - 15h30 – Às Contribuições da Literatura Infantil para as Práticas Educomunicativas - Msc. Luciana Nunes Garcia Ferreira 
15h30 - 16h00 – As contribuições das mídias digitais na mediação da aprendizagem de matemática numa perspectiva educomunicativa - Diego Passos Lins
16h00 - 16h30 – Educomunicação e Autoria: Perspectiv…

Algumas reflexões do primeiro dia do Congresso da Jeduca

Imagem
Dia 19 foi o primeiro dia do 3º Congresso Internacional de Jornalismo de Educação, promovido pela Jeduca - Associação dos Jornalistas de Educação. O evento acontece no colégio Rio Branco, em São Paulo e segue até amanhã. Compartilhamos alguns pontos que surgiram nas diversas mesas ao longo deste dia. 

“Um dos desafios do jornalismo é hierarquizar o conteúdo para se contrapor a desinformação” - @pablo_ortellado - https://bit.ly/2TMFzrU  (Via @portalimprensa)

"Nem se deveria discutir/dar espaço ao questionamento se Paulo Freire deveria ser patrono da educação no Brasil, pq as razões são óbvias. Importante é refletir o que está por trás disso, especialmente pq quem faz esse questionamento nem sequer o leu." - Luana Tolentino 

Qual o limite entre pensamento plural e revisionismo, fundamentalismo? Como trabalhar essa fronteira na escola? Ao invés de direcionar a reflexão para Direita x Esquerda, vale colocar a ciência como parâmetro, trazer histórias de vida, etc 

"Saia de cima …

Congresso Internacional de Jornalismo de Educação tem transmissão ao vivo!

Imagem
3º Congresso Internacional de Jornalismo de Educação, que acontece hoje (19/08) e amanhã (20/08), em São Paulo, tem transmissão online (de quase todas as atividades) a partir do Facebook do Canal Futura, parceiro do evento e da Jeduca (Associação de Jornalistas de Educação).

Veja abaixo a programação que será transmitida:




Mais informações: jeduca.org.br

Chamada para livro Cátedra UNESCO/UCB: “Políticas de Educação e Mídia”

Imagem
O PPGEDU/UCB e o PPGCOM/UCB fazem uma parceria para a publicação de um livro editado pela UNESCO por meio da Cátedra UNESCO/UCB, com o tema: Políticas de Educação e Mídia. 


As contribuições e candidaturas podem ser feitas por meio de envio de resumo expandido ao contato listado abaixo. 

O ebook ficará disponível na UNESDOC Digital Library.

São eixos temáticos da publicação:

A adesão dos indivíduos (ou não) a políticas públicas de Educação e a legitimidade dessas ações para públicos específicos. `Percepções de indivíduos em relação à agenda governamental de Políticas Públicas de Educação e à agenda midiáticaSentidos produzidos e compartilhados no meio social em relação a Políticas Públicas de Educação: aceitação, rejeição, mobilização, resistência, indiferença, dentre outras interações em Comunicação Massiva, Comunicação Organizacional e Comunicação InterpessoalA mídia como polo de emissão de mensagens e promotora da legitimidade das Políticas Públicas Educacionais na cultura e na Opinião …

Associados da ABPEducom pretendem criar Núcleo de Educomunicação do DF

Imagem
No próximo dia 27 de Agosto acontece em Brasília uma reunião para discussão sobre a criação do Núcleo de Educomunicação do DF, representante regional da Associação Brasileira de Pesquisadores e Profissionais em Educomunicação - ABPEducom.
A ideia é que educadores, jornalistas e profissionais de diversas áreas que atuam com a educomunicação possam ter um espaço no Distrito Federal para discutir e aprender mais sobre o tema, realizar pesquisas conjuntas, reunir experiências práticas e trabalhos acadêmicos, organizar eventos, etc
A reunião terá a participação remota do professor Rafael Gué Martini, docente da Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC e membro do conselho consultivo deliberativo da ABPEducom. Ele vai conversar com os presentes sobre a experiência de criação do núcleo regional de Santa Catarina.
A coordenação da reunião está a cargo da sócia-fundadora da ABPEducom, Cristiane Parente e do sócio Joadir Foresti que, no último dia 15, promoveram um primeiro encontro de ali…

Programa de alfabetização do Google ensina crianças a identificar fake news

Imagem
O Google anunciou no da 24 de Junho uma expansão de seu programa sobre segurança digital chamado "Seja Incrível na Internet". 

O conteúdo agora inclui alfabetização midiática para ajudar a identificar notícia falsas (fake news) e desinformação na internet.

Seis atividades serão lançadas para ensinar crianças (e adultos) a avaliar fontes, identificar URLs falsas e identificar informações erradas. 

As aulas foram criadas pelo Google com ajuda de Anne Collier, autora do livro "The Teacher's Guide to Media Literacy" ("Guia de alfabetização midiática para professores", em tradução livre) e co-fundadora da National Association for Media Literacy Education. 

As lições são adequadas para crianças entre o 3° e o 6° ano do ensino fundamental e o currículo completo do curso está disponível em português para pais e educadores, assim como o conteúdo na plataforma do Google. 

O objetivo do curso é ensinar as crianças a entenderem que nem sempre o conteúdo que encontram …

Professores precisam ser ouvidos

Imagem
Pesquisa do Instituto Península com docentes brasileiros apresenta a necessidade de apoiá-los. Resultado está disponível na internet - 10 de Junho de 2019



Quem é o professor da rede pública? Quais suas dificuldades e anseios? Tais indagações foram a chave da pesquisa Observatório do professor, feita com cerca de 30 docentes de diversos pontos do Brasil e divulgada recentemente.


Idealizado pelo Instituto Península e acessível clicando aqui, o estudo deixa claro que falta um olhar mais humanizado e individualizado sobre os docentes, como apresenta um trecho do documento: “foi identificado que o ‘vazio’ de entendimento a respeito do papel dos professores na educação não estava na ausência de dados, haja vista a farta produção de estudos e estatísticas, mas sim na construção de sentido e no aprofundamento que se fazem necessários a partir dos dados”.

O contato com os professores

De forma sucinta, notou-se que o educador se sente sozinho e sem espaço para diálogo e troca de experiências com os…

Campanha sobre literacia lançada em Luanda

6 de Julho, 2019
Jornal de Angola

Uma campanha sobre a Literacia da Media foi lançada dia cinco de julho em Luanda, numa iniciativa da Associação de Comunicólogos Angolanos (ACAN), sob o lema “Literacia mediática, um diálogo proveitoso e necessário”.

Ao intervir no acto, o director nacional da Comunicação Institucional do Ministério da Comunicação Social, Eduardo Magalhães, valorizou a iniciativa, a qual considerou “uma semente boa que fará brotar na sociedade a consciência crítica”. Falando em representação do ministro da Comunicação Social, João Melo, Eduardo Magalhães disse que, quando os indivíduos recebem uma mensagem e a consideram persuasiva, tendem a aceitar a informação como uma fonte credível e útil para a tomada de decisões. 

“Devemos, portanto, ter a consciência de que a persuasão de uma mensagem é avaliada subjectivamente por quem a recebe”, sustentou, para sublinhar que a educação para os media ajuda a sociedade a tornar-se mais informada sobre o conjunto de respostas à prob…

Tema da XIII Bienal do Internacional do Livro do Ceará é "As cidades e os livros"

Imagem
A XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará acontece em Fortaleza, entre os dias 16 e 25 de Agosto de 2019, no Centro de Eventos do Ceará, e tem como tema "As cidades e os livros". A curadoria é da escritora Ana Miranda com os escritores e professores Inês Cardoso e Carlos Vasconcelos e coordenação de Goreth Albuquerque, também coordenadora da política de livro, leitura, literatura e bibliotecas da Secult. Durante 10 dias a Bienal oferece palestras, atrações literárias e artísticas, conferências, lançamento de livros, oficinas, contação de historias, etc Como afirma o secretário de Cultura do estado do Ceará, Fabiano Piúba, “a cidade é uma escrita e também uma leitura. Podemos dizer, então, que é um livro”. O tema da Bienal traz a reflexão das cidades como "moradia, cenário de nossos tempos e também formadora de geografias pessoais. Cada um de nós tem suas cidades, aldeias, fazendas, seus lugares de afeto, de memórias. Essa geografia pessoal se expressa fortemente na li…

Trabalhando estereótipos com música

Imagem
[Dica] É música...e é muito legal para se trabalhar com o tema estereótipo e também representação na mídia, cidadania, leitura crítica dos meios, etc.
Já usei esta música "Página de Jornal", do Cidade Negra, em algumas oficinas com educadores e adolescentes e o resultado foi bem legal! Recomendo!!!

Acesse a música no link: https://www.youtube.com/watch?v=O2UIInWUT_M

Estudantes fazem reportagem que trata de gestão democrática dos Conselhos de Escola

Imagem
Canal do youtube da EMEF Henrique Souza Filho – HENFIL, em que o vídeo sobre gestão democrática e de Conselho dos Representantes dos Conselhos de Escola foi publicado, já possui mais de 150 mil inscritos e 24 milhões de visualizações. Para ver o vídeo, acesse o link http://bit.ly/2H5VNar


XIX Bienal do Livro do Rio terá fórum de educação

Imagem
A XIX Internacional Bienal do Livro do Rio acontece entre 30 de Agosto e 8 de Setembro.  E nos dias 3 e 4 de Setembro acontece o Fórum de Educação, com inscrições abertas. Mais informações: www.bienaldolivro.com.br


Se nem adulto reconhece fake news, como ensinar as crianças a fazer isso?

Propor o desenvolvimento de uma leitura crítica e reflexão sobre redes sociais é o caminho (15/08/2019)Por Laura Mattos - Opinião/FSP
Com tanto adulto por aí que não sabe identificar fake news, como esperar que crianças tenham essa capacidade? Se mesmo pessoas experientes caem em golpes na internet, de que forma proteger meninos e meninas dos perigos on-line, inclusive a pedofilia?

A resposta é “media literacy”. A tradução no Brasil varia, mas é algo entre alfabetização digital, alfabetização midiática ou alfabetização para a mídia.
Nas escolas finalmente começa a ficar claro que isso não significa ensinar os alunos a usar o computador, fazer lição de casa com celular, desenvolver programas, operar impressora 3D ou qualquer atividade em que a parafernália tecnológica esteja no centro da proposta pedagógica.
Aliás, a ferramenta é o que menos importa, até porque é chavão dizer que a criançada já nasce sabendo usar tudo quanto é aparelho.
Alfabetizar para a mídia não tem a ver com a técnic…

Você sabe o que são as “Deep Fakes”?

Imagem
Saiba mais informações sobre a perigosa tecnologia das "Deep Fakes"


#MILCLICKS#AMI#literaciamidiatica#milclicksportugues #literaciadigital
#ALFABELTIZACAOMIDIATICA