Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2017

Professoras organizam livro mostrando experiências com tecnologias na educação

Imagem
Acesse o livro “ Narrativas de experiências docentes com o uso de tecnologias na educação ‘básica ’”, organizado pelas professoras Adriana Barroso de Azevedo (Universidade Metodista de São Paulo) e Maria da Conceição Passeggi (Universidade Federal do Rio Grande do Norte) neste link:  https://anlitemedia.com/2017/09/14/narrativas-das-experiencias-docentes-com-as-tic/ ou em: https://meocloud.pt/link/9113bebb-c160-45a4-84d7-0af3067b1ceb/narrativas.pdf/ O livro, editado pela Universidade Metodista de São Paulo em 2016, mostra desde experiências com TV a jogos em aulas de filosofia e meios digitais para troca entre os professores. 

Guia voltado a centros educativos discute homofobia

Imagem
Como trabalhar com Homofobia na escola? O guia de Gonçalo Martinez pretende dar algumas dicas nesse sentido, ajudando professores a debater o tema e trabalhar esse preconceito com os alunos.  Resenha no site "Red de Escuelas de Ciudadanía" :  Esta  Guía contra la Homofobia  de Gonzalazo F. Serrano Martínez es un material dirigido a instituciones y el cuerpo docente para atender las necesidades específicas de los niños y adolescentes LGBT, no sólo asegurando el normal desarrollo de su personalidad (refuerzo de la autoestima), sino educando además a la comunidad educativa en sentido amplio en los valores de respeto a la diversidad afectivosexual (lucha contra la discriminación). La guía integra una serie de recomendaciones que pueden resultar de utilidad a la hora de emprender esta labor. Para fazer download do guia, acesse:  http://www.fundacioncives.org/rec/recursos/ guia-contra-la-homofobia.html

"I used to think social media was a force for good" - Opinion/The Guardian

Imagem
I used to think social media was a force for good. Now the evidence says I was wrong Matt Haig (By The Guardian - Opinion 06/09/2017) I used to think social media was essentially a force for good, whether it was to initiate the Arab spring of 2011, or simply as a useful tool for bringing together like-minded people to share videos of ninja cats. Having spent a lot of time thinking about mental health, I even saw social media’s much-maligned potential for anonymity as a good thing, helping people to open up about problems when they might not feel able to do so in that physical space we still quaintly call real life. I also knew from my own experience that it could sometimes provide a happy distraction from the evil twins of anxiety and depression. I have made friends online. As an author, it’s also been a great way to test new ideas, and has taken storytelling from its castle in the sky back down to the metaphorical (now hashtag-heavy) campfire. As someone who often finds soc

Campanha Afroeducom em Movimento busca apoio para realização de livro

Imagem
Com parceria da ABPEducom - Associação Brasileira de Pesquisadores e Profissionais em Educomunicação, a campanha  Afroeducom em Movimento  busca recursos para a criação de um livro com práticas sobre Educomunicação e Equidade Racial em três importantes países da América Latina:  Argentina, Colômbia e Peru . Para saber mais sobre o livro e o projeto, visite o site:  https://benfeitoria.com/afroeducom https://www.youtube.com/watch?v=Jybs0QLnAS0

Roda de Encontros traz Alexandre Le Voci para discutir participação dos pais na escola dos filhos

Imagem
No dia 19 de Setembro a Livraria da Vila  (Rua Fradique Coutinho, 915, Vila Madalena) , em São Paulo, recebe o jornalista  Alexandre Le Voci Sayad  (foto) para conversar sobre a importância da participação dos pais na escola dos filhos e os limites dessa relação. O bate-papo, que tem como tema  " A boa relação com a escola que você escolheu ”, acontece  das  12h às 14 h   e  faz parte da Roda de Encontros da Matutaí. Alexandre Le Voci Sayad   é o  segundo convidado do ciclo  de debates promovido pela  Matutaí. Al ém de jornalista, ele é  educador e membro do comitê GAPMil da Unesco.  A partir de suas experiências em projetos com escolas, ONGs e governos, Alexandre estimulará reflexões sobre a escola como um polo cultural que envolva a comunidade e que possa ser um local onde o jovem possa aprender com interesse e entusiasmo.   A ideia é mostrar diferentes perfis de escolas e propor caminhos para se estabelecer uma relação saudável entre os pais e as instituições de ensi