Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2020

Brasil terá Rede Nacional de Combate à Desinformação

Imagem
Dia 24/09 será lançada a Rede Nacional de Combate à Desinformação que reúne pesquisadores, jornalistas, projetos, agências, coletivos, movimentos sociais, revistas, instituições e o curso 'Vaza, Falsiane!A RNCD reúne uma diversidade de abordagens contra a desinformação englobando projetos de monitoramento de fake News, de jornalismo de fact-checking, projetos que trabalham com comunicação proativa levando informação precisa e necessária para a sociedade, projetos de contranarrativas, além de muitos que trabalham com informação científica e popularização da ciência.
O evento de lançamento conta com a palestra do jornalista e professor Eugênio Bucci e terá transmissão no canal da RNCD no YouTube, às 19h (Hora de Brasília): http://bit.ly/YouTubeRNCD
Fonte: Vaza Falsiane

Abraji e Transparência Internacional Brasil anunciam novo curso para jornalistas investigativos

Imagem
A Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo) lança hoje, 15.set.2020, o curso gratuito "Jornalismo, Covid-19 e Corrupção", em parceria com a Transparência Internacional Brasil. Apoiada pela fundação Konrad Adenauer, a iniciativa visa a capacitação de 80 jornalistas para a compreensão de temas centrais à análise dos atos de corrupção durante a pandemia de covid-19 e seus efeitos no país. As incrições terminam na próxima quarta-feira, dia 23.set.2020. Dentre os inscritos, os 80 jornalistas selecionados assistirão às aulas on-line, entre os dias 5 e 23 de outubro. Ao término do curso, 50 dos participantes receberão gratuitamente um ano de associação na Abraji.As aulas ministradas ao longo do curso vão abordar transparência pública, medidas de retomada econômica durante a pandemia e outros temas relacionados à pauta da corrupção no âmbito da gestão da crise sanitária.O curso pretende capacitar os inscritos a utilizar o CruzaGrafos, uma ferramenta desenvolvida pel…

O ecossistema ambiental brasileiro pede ajuda. Não assista de forma passiva essa destruição. Contribua!!!

Imagem
IMPORTANTE!!!!Vamos buscar apoiar grupos e causas que protegem o meio ambiente, fauna e flora, as comunidades rurais, quilombolas e indígenas que estão sofrendo com as queimadas no Pantanal, Cerrado, Amazônia, Pampa... Vamos ajudar a divugar o trabalho desses grupos e a melhor forma de apoiá-los. Segue uma lista que foi publicada no Catraca Livre, de instituições de defesa do Pantanal: AMPARA Animal A ONG criou uma campanha para arrecadar fundos para animais que estão sendo resgatados de queimadas no Pantanal, que ocorrem desde julho. A AMPARA Animal também está recrutando veterinários para compor a equipe de voluntários na região. A campanha Pantanal em Chamas ocorre em um site de financiamento coletivo. Para acessá-lo, clique aqui https://voaa.me/vaquinha-pantanal Fundação Ecotrópica (http://www.ecotropica.org.br/) Trabalhando há 31 anos com a preservação da natureza no Pantanal mato-grossense, a Fundação Ecotrópica atualmente se empenha para conter os incêndios na região e resgatar anima…

Seminário discute comunicação em meio à pandemia a partir de 1º de Setembro

Imagem
Começou na terça-feira, 1º de Setembro, a sexta edição do Seminário do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Territorialidades (PósCom-Ufes), trazendo como temaCaminhos da Comunicação no Mundo em Crise. O evento acontece até o dia 29 de setembro e será totalmente virtual. Os debates e painéis com estudantes, professores e pesquisadores convidados serão transmitidos no canal do Youtube do PósCom (https://url.gratis/XKRuN) e os interessados em participar como ouvintes devem realizar a inscrição por meio do site https://www.sympla.com.br/seminarioposcom, onde também está disponível a programação completa. A participação nas salas virtuais dará direito a certificados (um para cada palestra escolhida) e o link de acesso será enviado até um dia antes do evento inscrito.Esta edição do Seminário tem os professores Daniela Zanetti, Fábio Malini e Ruth Reis como coordenadores e convida pesquisadores, jornalistas, publicitários, produtores de audiovisual e sociedade a buscar saídas e altern…

Voltado para o público jovem, Canal Reload vai “remixar” conteúdos de 10 organizações jornalísticas

Imagem
Como os jovens consomem notícias? A partir deste questionamento, 10 organizações jornalísticas nativas digitais e independentes uniram forças para criar o Canal Reload, que tem o objetivo de descomplicar as notícias e democratizar e ampliar o alcance da informação. Voltado para o público jovem, o Reload vai “remixar” conteúdos de ((o))eco, Agência Lupa, Agência Pública, Amazônia Real, Congresso em Foco, Énois, Marco Zero Conteúdo, Ponte Jornalismo, Projeto #Colabora e Repórter Brasil. Lançado nesta terça-feira (1º), o canal está no Instagram, no Twitter, no Facebook e também no Youtube.Esta é a primeira vez que 10 organizações de jornalismo se juntam em uma redação compartilhada para produzir conteúdo em vídeo a partir de suas reportagens. A grade de programação é decidida colaborativamente, e o conteúdo final é construído junto com jovens comunicadores de diversas regiões, origens e trajetórias.“É uma grande honra para a Lupa integrar esse time. Nosso objetivo sempre foi levar inform…

ABPEducom e Condepe realizam live sobre Educomunicação nos 30 anos do ECA

Imagem
ABPEducom e o Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana de São Paulo (Condepe) realizam uma live especial em comemoração às três décadas de promulgação do Estatuto da Criança e do Adolescente, o ECA.O encontro virtual “30 anos do ECA: Desafios para a Educomunicação” acontece no dia 8 de setembro (terça-feira), a partir das 17h30, e terá a participação de:Júlia Cavalcante, 15 anos, estudante do Ensino Médio e moradora do bairro Grajaú, na zona sul de São Paulo (SP). Cavalcante sempre foi atraída pela arte em geral. Trabalha com fotografia e estuda audiovisual, jornalismo, teatro e música, nos quais busca a representatividade, o que, segundo ela, ajuda-a constantemente no processo de construção da identidade como mulher negra periférica. Está na Viração Educomunicação desde 2018, colaborando com a produção da revista e da Agência Jovem de Notícias (AJN). Faz parte do Projeto Geração que Move, lançado em 2020 pelo Unicef e pela Fundação Abertis e implementado em São Pau…

Setembro Amarelo

Imagem

Por um brincar em segurança e livre de consumismo

Imagem
Foi com o intuito de investigar a relação entre a publicidade infantil realizada pela indústria de brinquedos de plástico e os impactos do consumo desses produtos na saúde das crianças e no meio ambiente, que o programa Criança e Consumo, do Instituto Alana, encomendou a pesquisa pioneira no mundo “Infância Plastificada O impacto da publicidade infantil de brinquedos plásticos na saúde de crianças e no ambiente”. Conduzida pelo Grupo de Estudo e Pesquisa em Química Verde, Sustentabilidade e Educação (GPQV), da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), a pesquisa revela que 90% dos brinquedos de todo o mundo são feitos a partir de algum tipo de material plástico e que muitos deles contêm substâncias tóxicas em sua composição com potenciais causadores de cânceres e problemas hormonais em crianças.“Quando a gente entra no quarto de uma criança pode acontecer de ter aquela famosa caixa de brinquedos. Ao abri-la você consegue sentir o odor dos voláteis e inala diversos componentes. Às v…

Acesse gratuitamente livro de passatempos sobre mulheres cientistas no combate ao coronavírus

Imagem
Um grupo de professoras da Universidade Federal do Paraná (UFPR) ligadas ao projeto de extensão “Meninas e Mulheres nas Ciências”, lançou em maio um livro gratuito com passatempos sobre as mulheres cientistas no combate ao coronavírus. As idealizadoras, professoras Alessandra Barbosa, Camila Silveira, Camilla Oliveira, Clarice Amaral, Glaucia Pantano e Tatiana Simões, são docentes do Setor de Ciências Exatas. As ilustrações foram feitas pelo estudante de Física da UFPR, Marcelo Machado. “É uma produção coletiva de mulheres cientistas sobre mulheres cientistas e isso tem grande valor para o cenário no qual atuamos profissionalmente”, destaca a professora do departamento de Química, Camila Silveira, coordenadora do “Meninas e Mulheres nas Ciências”.O material é voltado para o público em geral, com atividades para crianças, jovens, adultos e idosos, que vão de caça-palavras e palavras-cruzadas a desenhos para colorir. Nele, por exemplo, é possível obter informações de forma lúdica sobre o…