Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2019

Um ano sem Alberto Dines

Imagem
Por Equipe do Observatório da Imprensa em 28/05/2019 
Publicado no Observatório da Imprensa - Edição 1039



Alberto Dines, o criador do Observatório da Imprensa, nos deixou há um ano, mais precisamente no dia 22 de maio de 2018. O curto período que separa a despedida de Dines do contexto atual foi de mudanças expressivas no cenário político. Há um ano, o país se preparava para um processo eleitoral que, já se sabia, não seria dos mais tranquilos. Mas mesmo as previsões mais realistas não imaginavam que as eleições iriam explicitar as relações entre desinformação e mudanças políticas, demonstrando, ao mesmo tempo, a perda de poder do jornalismo como gatekeeper e revelando sua importância para a cidadania e o processo democrático.

Algo próximo já havia acontecido nos Estados Unidos com a eleição de Donald Trump, em 2016, embora o contexto norte-americano seja diverso do nosso. O fato é que os acontecimentos do último ano reforçam a importância do pensamento de Alberto Dines para o Brasil – e…

Jornalismo, ética e infância

Imagem
Diante da ausência de regras mais específicas sobre a cobertura de crianças, jornalistas precisam compreender aspectos éticos mais gerais, como o princípio da dignidade humana Opinião - Por Rafiza Varão Publicado no Portal Imprensa 27/05/2019
O Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros não fala sobre ela. Em seus curtos cinco capítulos, não há uma única menção a crianças e ao primeiro período da vida humana. Nenhuma indicação das relações entre ética e a cobertura possível dessa fase. Enquanto isso, e entretanto, as chamadas inundam timelines e feeds de notícias – e a infância nos atravessa e se impõe como pauta.


Os exemplos acima (de IstoÉ, Veja, G1 e Marie Claire) não se configuram como temas para as crianças, mas sobre crianças. É sobre esse aspecto queremos falar aqui: quando a infância vira pauta factual, como agir? É esse um assunto que deve ser tratado como todos os outros, a partir dos cânones, tantas vezes imprecisos, da objetividade e da imparcialidade? É possível tratá-las com…

Empresa lança caixa de lápis de cera com 24 tons de pele para atender a diversidade brasileira

Imagem
Kit da Koralle foi criado em parceria com docentes de um curso da UFRGS que promove a igualdade racial nas escolas
28/01/2019


É comum que crianças aprendam a pintar aprendendo que o lápis ou giz bege é “cor de pele". Mas é mesmo? Talvez de um tom específico, mas e todos os outros? Para dar a todas as crianças a chance de ter sua cor representada ao colorir um desenho, a marca gaúcha Koralle atualizou seu kit “PintKor – A Cor da Minha Pele”.
A ideia inicial vem de uma reflexão de professoras do Uniafro, curso da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) para pensar o ensino nas escolas sob o viés da diversidade racial. Inicialmente, se pensou em abolir o uso dos kits de lápis de cor que só tinham o tradicional bege para representar a pele humana.
Foram buscadas formas de trazer outras alternativas, e foi quando a Koralle, que produz diversos itens artísticos e de papelaria, entrou como parceira da ação. O kit inicial criado pela empresa tinha 12 tons, …

Faculdade de Educação promove cerimônia de nomeação do prédio principal para Professor Paulo Freire

Imagem
A proposta é homenagear e reconhecer a contribuição do educador para a instituição, educação, cultura e a política no Brasil e no mundo

Fabiana Alves | 28/05/2019  

A Faculdade de Educação (FE) promoverá nesta quarta-feira, 29 de maio, a partir das 17 horas, no salão nobre (Prédio Principal, 1º andar, Bloco E), a cerimônia de nomeação do seu prédio principal para Professor Paulo Freire.

A proposta de nomeação do prédio, foi oficializada no final de 2018 durante o “I Seminário de Pesquisas do Mestrado Profissional em Educação Escolar da FE/Unicamp”, e visa homenagear e reconhecer a contribuição do educador para a instituição, educação, cultura e a política no Brasil e no mundo.

“Paulo Freire tem sido alvo de movimentos ultraconservadores que intentam retirar dele o título de Patrono da Educação Brasileira. Por isso, a comunidade da Faculdade de Educação enfatiza que respeitar Paulo Freire é resguardar a História de personagens imprescindíveis que dedicam sua vida à luta por um mundo solidá…

Blog Mídia e Educação solidariza-se com a comunidade escolar e universitária do Brasil

Imagem
O blog Mídia e Educação solidariza-se com educadores, educandos e toda a comunidade escolar e universitária do Brasil, que foram para as ruas no dia 15 de Maio, em um dos maiores e mais significativos atos em defesa da educação que o Brasil já teve.

Nós defendemos a educação pública e de qualidade, investimentos, garantia de direitos, pesquisa, ensino, extensão!!!

Nós defendemos a produção de conhecimento, a ciência, a liberdade de pensamento e de expressão.