Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2013

O que o jovem quer da educação

Imagem
O Portal Porvir compilou uma série de pesquisas sobre o que os jovens querem da Educação e disponibilizou os links para os interessados. São pesquisas da Consultoria McKinsey, Fundação Telefônica, Finantial Times, Companhia de Talentos, etc que revelam cientificamente o que muitas vezes percebemos na prática, no dia a dia, nas nossas lembranças e nas conversas com os jovens. Um desses dados é o de que    o que aprendem na escola não lhes é útil na vida. Confira os links das pesquisas: - E ducação para Emprego , McKinsey; -  A Empresa dos Sonhos dos Jovens , Companhia de Talentos; -  Global Millennial Survey , Fundação Telefonica e Finantial Times; -  Jovem Digital , Conectaí; -  O Sonho Brasileiro , BOX 1824. Fonte: Porvir 24/09/2013 ( http://porvir.org/porpensar/os-jovens-querem-da-educacao-brasileira/20130924 )

“E se aprender fosse o motivo da nossa existência?”

Imagem
Por Vinícius Boprê Henrique Vedana já foi presidente da   AIESEC , a maior organização de estudantes universitários do mundo. Já estudou por três anos na escola dinamarquesa de empreendedorismo e inovação social   Kaospilot . Em tantas idas e vindas, descobriu que sua Henrique Vedana já foi presidente da   AIESEC , a maior organização de estudantes universitários do mundo. Já estudou por três anos na escola dinamarquesa de empreendedorismo e inovação social   Kaospilot . Em tantas idas e vindas, descobriu que sua paixão é a sustentabilidade que, segundo ele, também significa criar diálogos, estimular a economia colaborativa, repensar a mobilidade urbana. Atrelado a tudo isso, Vedana, que vai palestrar no   TEDx Unisinos   – evento que tem como tema Inovação em Educação –, no dia 31 de outubro, acredita no poder da  cocriação para resolver problemas complexos da sociedade. “O que eu pretendo discutir no dia é a necessidade de conectar aprendizado com propósito. É tentar leva

Observatório de projetos e políticas de leitura

Imagem
Por Lucia Penteado Pesquisadora de Políticas, Programas e Projetos de Leitura do iiLer / Cátedra UNESCO de Leitura Um lugar em que podemos observar e estudar um determinado tema ou fenômeno no tempo e no espaço. Apesar de simples, essa é uma definição de Observatório que pode ser aplicada em várias áreas de interesse. O campo da leitura e da formação de leitores é uma delas. Com essa intenção e perspectiva, a Cátedra Unesco de Leitura da PUC-Rio está criando o Observatório de Projetos e Políticas de Leitura no Brasil e na América Latina: um espaço dinâmico, de convergência de informações e interações pessoais, que estimula a reflexão e o diálogo permanentes, em torno de diversas ações de incentivo à leitura no Brasil e demais países da América Latina. Que projetos estão sendo desenvolvidos? Onde podemos localizá-los? Quais iniciativas podem ser consideradas casos de sucesso? Quem está pesquisando sobre determinado assunto? No Observatório, respostas e informações sobre essas e o

A escola, a aula e eu

Estudantes do Ensino Médio de escolas públicas de todo o Brasil têm até o dia 7 de outubro para participar do 2º Festival Nacional Imagens EMdiálogo. Os interessados devem produzir vídeos com duração máxima de cinco minutos que abordem a qualidade da educação no país. O tema para a produção é  A Escola, a Aula e Eu. Os vídeos podem ser realizados nas modalidades de ficção, documentário, animação ou experimental. Os estudantes devem usar a tecnologia disponível, como filmadoras de uso doméstico, câmaras de celulares, fotografia digital, softwares de edição de imagens e som e imagens de arquivo da web. “O que está em jogo é a linguagem digital, a possibilidade de uma nova escrita, a partir das novas tecnologias que estão à mão desses estudantes”, explica Geraldo Pereira, responsável pela coordenação do evento. Para a seleção, serão avaliados itens como adequação do filme ao tema do festival, originalidade e reflexão sobre o cotidiano escolar e a vida do estudante no ensino médio. A

E-Book: Mídia e Educação: novos olhares para a aprendizagem sem fronteiras

Mídia e Educação: novos olhares para a aprendizagem sem fronteiras from Pimenta Cultural Mídia e Educação: novos olhares para a aprendizagem sem fronteiras   from  Pimenta Cultural O livro  Mídia e Educação: novos olhares para a aprendizagem sem fronteiras  reúne artigos que buscam discutir a questão das mídias e da educação, trazendo, conforme nota o prefácio, "pesquisas relevantes não somente para o espaço escolar, mas para o desenvolvimento de novas formas de aprendizagem considerando as diferenças entre os sujeitos e o respeito à diversidade".

Braga recebe em julho de 2014 Congresso Mundial sobre Educação de Crianças e Jovens com Necessidades Educativas Especiais

Imagem
O Congresso Mundial sobre Educação de Crianças e Jovens com Necessidades Educativas Especiais, intitulado Embracing Inclusive Approaches, acontecerá em julho de 2014 em Braga/ Portugal. O evento é uma realização do  Instituto de Educação (IE) da Universidade do Minho (Braga/Portugal) e  Division of International Services and Special Education, do Council for Exceptional Children/EUA.  Organizações não-governamentais, políticos, investigadores e profissionais de educação da Europa, Ásia Central, América do Sul, América Central e América do Norte promoverão debates informativos e reflexivos sobre o estado atual e o conhecimento especializado ao nível do atendimento às crianças e jovens com necessidades educativas especiais. No sentido de garantir a qualidade desse congresso, a organização convida autores a submeterem propostas de trabalhos científicos para apresentação nesse evento. Lista parcial de áreas temáticas: • Tecnologias de Informação e Comunicação • Apoio ao Comportamento P

"Jornal e Educação" é tema de debate no V Encontro Educom

A coordenadora executiva dos Programas de Jornal e Educação (PJE), da Associação Nacional de Jornais (ANJ), Cristiane Parente, marcou presença no V Encontro Brasileiro de Educomunicação. Ela participou do painel "Inclusão de práticas educomunicativas em projetos pedagógicos", e apresentou a palestra "Práticas Educomunicativas no projeto Jornal e Educação da ANJ", na qual destacou o trabalho realizado pelos veículos de comunicação que atualmente contam com um programa dessa categoria, como, por exemplo, o Dat - Formando o Cidadão do Futuro e Mogi News Cidadania - Ler para Saber Mais, do Grupo Mogi News de Comunicação. A palestrante promoveu o debate sobre a importância de levar o jornal à sala de aula. Trata-se de um veículo que deve ser considerado um apoio nas práticas pedagógicas, pois não só auxilia no conteúdo a ser transmitido nas diversas disciplinas como também incentiva a cidadania, a criticidade, a interação e socialização entre os alunos, que, ao terem con

Encontro de Educomunicação discute educação midiática e políticas públicas

Imagem
Realizado em São Paulo, evento reuniu profissionais envolvidos em práticas que aderem aos ideais desse novo campo Mesas debateram as tecnologias em sala de aula, a importância do trabalho com as mídias,as melhorias a serem implantadas no sistema de ensino, dentre outros temas Trocas de experiências, relatos de práticas pedagógicas positivas, compartilhamento de iniciativas comprometidas com o ensino brasileiro e a reunião de pessoas dispostas a oferecer o melhor aos jovens distribuídos nas unidades escolares espalhadas pelo Brasil. O V Encontro Brasileiro de Educomunicação proporcionou a união entre profissionais da Educação e Comunicação que acreditam que essas duas áreas oferecem novas possibilidades de trabalho e propostas eficazes ao ensino. O encontro foi realizado entre os dias 19 e 21 de setembro, na Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação (FAPCOM), em São Paulo, e organizado pela Associação Brasileira de Pesquisadores e Profissionais em Educomunicação (ABPEducom),

Produção dos alunos da Especialização em Educomunicação

Imagem
Veja abaixo a produção dos alunos da Especialização em Educomunicação (ECA-USP) durante o V Encontro Brasileiro de Educomunicação, que aconteceu entre os dias 19 e 21 de Setembro, na Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação (FAPCOM). A produção foi dos alunos da disciplina "Práticas em Comunicação em Rede" , ministrada pela professora  Luci Ferraz . Os  alunos criaram narrativas em estilo de quadrinhos. 

Conceito de Educomunicação do NCE/ECA/USP é objeto de pesquisas na Inglaterra e Itália

Imagem
Pesquisas acadêmicas que estão sendo desenvolvidas na Europa abordam o conceito de Educomunicação na Inglaterra e na Itália. As pesquisas tomaram como referência os estudos do Núcleo de Comunicação e Educação (NCE-USP) que têm como principal pesquisador, o coordenador do NCE, professor Ismar de Oliveira Soares, responsável pela identificação desse novo campo do conhecimento. A pesquisa do Ricardo Canavezzi Castellini da Silva elucida as diferenças entre o conceito de Media Education e Educomunicação. Outras duas brasileiras que pesquisaram a temática são Daniela Moreira e  Maria Célia Giudicissi Rehder . Ainda da América Latina, destaca-se a pesquisa de doutorado do salesiano do Paraguai  Claudio Arévalos Coronel  defendida em Roma sobre uma proposta de Educomunicação para o ambiente salesiano latino-americano. Deram continuidade às suas pesquisas no Brasil, a britânica  Beth Titchiner  da Univesity of London e a italiana  Isabela Bruni  que tiveram como objeto de pesquisa o Pr

"Educação de qualidade depende também de mídia de qualidade"

Abaixo, vídeo de um dos momentos do V Encontro Brasileiro de Educomunicação, com a Profª Marília Franco, mediadora da mesa "Educomunicação nas políticas públicas de Educação". O V Encontro Brasileiro de Educomunicação ocorreu entre os dias 19 e 21 de Setembro, na Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação, numa realização conjunta entre o Núcleo de Comunicação e Educação da USP, Licenciatura em Educação da USP e Associação Brasileira e Pesquisadores e Profissionais em Educomunicação - ABPEducom. Para mais informações:  http://educomunicacao2013.blogspot.pt/

Histórias de carinho: para ajudar o amigo doente, menino escreve livro e arrecada quase um milhão de reais

Imagem
Ao ver o melhor amigo com uma doença incurável, Dylan decidiu fazer o que estivesse ao seu alcance para ajudá-lo. Conheça essa história emocionante; um lindo gesto de amizade e carinho! Você se lembra do seu melhor amigo de infância? Alguns o guardam com carinho nas mentes e corações, outros convivem com ele até hoje. O fato é que é neste período da vida, quando ainda somos pequenos, que as amizades surgem naturalmente, sem qualquer tipo de interesse ou preconceito. A vida pode até nos levar para lugares diferentes, mas a memória permanece; as lembranças e brincadeiras ficam guardadas para sempre! Dylan Siegel, um menino americano de seis anos, já sabe quem é o seu melhor amigo: Jonah Pounazarian, de sete anos, que infelizmente foi diagnosticado com uma doença rara no fígado, ainda sem cura. Com medo de perder o amigo para sempre, Dylan decidiu que não poderia ficar parado e estava determinado em encontrar uma maneira de ajudar. Após várias ideias para juntar dinheiro, ele

Qué distingue un periodista de internet de uno que escribe para el papel

Imagem
Es el viejo  debate  en las redacciones.  ¿Hay realmente diferencias entre los periodistas que escriben para el papel y los que escriben para internet?   Estas son las reglas que debería seguir un periodista de  internet . Salta a la vista lo que le distingue del 'viejo periodismo'. Escribe  corto  y ve al grano: los lectores de internet tienen menos paciencia que los de papel. Oraciones cortas y párrafos cortos. En los temas candentes, escribe varias versiones: la primera que sea un  flash , por ejemplo, "dimite el Gobierno de Francia". Mételo en redes sociales  inmediatamente. Y luego, ve ampliando la noticia y corrigiendo erratas. Añade  fotografías y videos : los CMS (los sistemas editoriales) te permiten meter en medio del texto, al principio o  al final, toda clase de imágenes fijas o móviles. En caso de los videos de YouTube debes copiar e insertar el código del video (usando html) en tu artículo. Se llama embeber. A veces, tienes que cambiar el ancho

More than 60% of nine year olds in the EU are in schools which are still not digitally equipped

Imagem
More than 60% of nine year olds in the EU are in schools which are still not digitally equipped. The European Commission today unveils 'Opening up Education', an action plan to tackle this and other digital problems which are hampering schools and universities from delivering high quality education and the digital skills  which 90% of jobs will require by 2020 . To help kick-off the initiative, the Commission  today launches  a new  website,  Open Education Europa ,   which will allow  students, practitioners and educational institutions to share free-to-use open educational resources. Between 50% and 80% of students in EU countries never use digital textbooks, exercise software, broadcasts/podcasts, simulations or learning games. Most teachers at primary and secondary level do not consider themselves as 'digitally confident' or able to teach digital skills effectively, and 70% would like more training in using ICTs.  Pupils in Latvia, Lithuania and the Czech Rep