Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2010

79 mil crianças de 6 anos são reprovadas

Matéria da Folha de São Paulo do dia 23 de fevereiro mostra dados do MEC conseguidos com exclusividade pelo jornal e que revelam o seguinte quadro: 79 mil crianças de 6 anos são reprovadas no país depois que essa faixa etária passou a integrar o ensino fundamental. Veja a matéria: 79 mil crianças de 6 anos são reprovadas Texto de Fábio Takahashi Crianças de seis anos têm sido reprovadas no país, depois que essa faixa etária passou a integrar o ensino fundamental. Em 2008, 79,3 mil alunos do novo primeiro ano da Educação fundamental não passaram de ano, conforme dados inéditos do MEC, obtidos pela Folha. O número representa 3,5% das matrículas dessa série. Até 2005, o antigo primário começava aos sete anos. Uma lei daquele ano antecipou o início para os seis anos, para garantir mais anos de estudo para alunos pobres, que não tinham acesso à pré-escola. A transição terminou agora em 2010. O Ministério da Educação quer vetar a reprovação de crianças de seis anos, pois entende

A Arte de Ler

Imagem
Retirei o texto abaixo do site Lector in Fabula. Fiquei com uma vontade danada de ler o livro A Arte de Ler, de Michèle Petit. Espero que você também se sinta atraído e corra para a livraria mais próxima. "Aquele livro me deu a força necessária para enfrentar a virada decisiva de minha vida, aceitar que eu não era mais o mesmo, suportar sê-lo com meus amigos que não compartilhavam o que eu pensava e que tive que enfrentar para defender minha nova maneira de ver a vida..." O depoimento de um jovem morador de um dos bairros mais pobres de Bogotá, na Colômbia, é apenas um entre as dezenas de testemunhos sobre a importância da literatura — tomada aqui num sentido amplo, que inclui histórias em quadrinhos e relatos orais, além dos gêneros tradicionais da poesia, do conto e do romance — na formação do sujeito, e o papel que ela desempenha em contextos de crise. "A Arte de Ler", de Michèle Petit, editado pela Editora 34.

Livro traz o olhar das crianças de 192 países

Imagem
O mundo por meio dos olhos das crianças. Pelo menos, é o que pretende mostrar o livro Art in All of Us, que reúne fotos, desenhos e poemas de crianças dos 192 países membros da Organização das Nações Unidas (ONU). A obra é resultado de cinco anos de trabalho e do envolvimento de 18 mil crianças. Publicada por iniciativa da ONG belga que leva o mesmo nome do livro, a iniciativa traz, por meio do vasto material, informações sobre a real situação das crianças. A ideia é incentivar o direito de toda criança à liberdade de expressão, tal como previsto pelo artigo 13 da Convenção de Direitos da Criança, cujo vigésimo aniversário foi comemorado no ano passado. Saiba mais sobre a ONG e o trabalho clicando aqui! As fotos são do fotógrafo belga Anthony Asael. Confira alguns trabalhos: A ilustração de um garoto de 10 anos mostra as marges do rio Tâmisa, em Londres. Para o fotógrafo Anthony Asael, crianças se expressam melhor através de desenhos. No poema que acompanha a foto da Grã-Bre

Televisões Educativas

Congresso Internacional Alfabetização Mediática e Culturas Digitais

Nos dias 13 e 14 de maio, em Sevilla, Espanha, acontece o Congresso Internacional Alfabetização Mediática e Culturas Digitais, organizado pela Universidad de Sevilla e pela Universidad Autónoma de Barcelona. O objetivo é propiciar um espaço de debate, reflexão e análise de iniciativas, projetos, investigacões e tendências sobre a alfabetizacão mediática na Europa e na América Latina. Para mais informações, clique aqui! Imperdível!!!

Educadores indicam sites infantis

Pais e professores sempre se perguntam: que sites são indicados para as crianças e jovens? Tamanha a diversidade, realmente , às vezes, fica muito difícil fazer uma boa varredura na rede e descobrir coisas interessantes. Neste sentido, merece atenção um recente trabalho produzido pelo portal Educar para Crescer, da Editora Abril. A equipe listou uma série de sites infanto-juvenis e solicitou uma avaliação de um time de cinco educadoras. Foram indicados 33 sites, dos mais diversos gêneros e propostas. O time de educadores foi composto por Adriana Bruno, professora da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF); Helena Cortês, professora da Faculdade de Educação da PUC-RS; Luciana Allan, diretora técnica do Instituto Crescer para a Cidadania; Maria Ângela Barbato Carneiro, professora da Faculdade de Educação da PUC-SP; e Melina Veiga, especialista em Tecnologias Interativas Aplicadas à Educação e professora do Centro Universitário UniÍtalo e de Informática do

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Imagem
O Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV (ICDB), promovido há cerca de 15 anos pelo Unicef, será comemorado este ano no dia 7 de março. O tema é Todos os direitos. Todas as crianças. A ideia é aproveitar a data para comemorar o 20º aniversário da Convenção sobre os Direitos da Criança, celebrado em 2009. A exemplo dos anos anteriores, emissoras de TVs e rádios, em todo mundo, estão convidadas para, neste dia, preencherem sua programação com conteúdo realizado por, para e sobre crianças e adolescentes. “O direito à participação e à liberdade de expressão é essencial para o desenvolvimento dos adolescentes. Ao dar voz aos mais jovens, as emissoras têm a oportunidade de fortalecer meninas e meninos em seus conhecimentos sobre os meios de comunicação. Isso mostra a outros adolescentes que eles também podem se expressar. E mostra ao mundo o que os mais jovens pensam sobre sua vida e suas comunidades”, conclama o Unicef. Premiação O Unicef vai premiar as emissoras de rádio e TV qu

3º Fórum Internacional Criança e Consumo

Já estão abertas as inscrições para o 3º Fórum Internacional Criança e Consumo pelo site www.forumcec.org.br. Com vagas limitadas, o evento é gratuito e será realizado de 16 a 18 de março, no Itaú Cultural, em São Paulo. O 3º Fórum vai além da discussão do consumismo na infância para debater a sustentabilidade das relações econômicas, sociais e ambientais. O evento será dividido em três mesas de debate – Honrar a Infância, Refletir o Consumo e Brincar – e já tem a presença confirmada dos convidados internacionais Benjamin Barber, autor do “Consumido – como o mercado corrompe crianças, infantiliza os adultos e engole cidadãos” (Record), e Susan Linn, autora do livro “Crianças do consumo, a infância roubada” (Instituto Alana). Os palestrantes nacionais também estão confirmados. No primeiro dia, falam a historiadora Mary Del Priore e Guilherme Canela, coordenador de comunicação e informação da representação da Unesco no Brasil. No segundo dia, a professora da Fundação Getúlio Vargas (FG

Professora da UNB critica postura do Ministério das Comunicações no caso Silvio Santos x Maísa

O que o Ministério das Comunicações se nega a ver Por Vânia Lúcia Quintão Carneiro Professora da UNB O Ministério das Comunicações (Minicom) encerrou 2009 sua investigação sobre a denúncia de infração aos direitos da criança ocorrida em dois programas (10 e 17 maio 2009) do apresentador de televisão Sílvio Santos, envolvendo a menina Maisa, apresentadora-mirim de seis anos. Alegou o Ministério em seu parecer que “o estresse físico e emocional apontado pelo Ministério Público Federal foi involuntário e a desenvoltura da menina no palco ao longo do programa demonstrou que ela não se sentiu ofendida nos diálogos com Sílvio Santos” [jornal O Dia, 06/10/2009; disponível aqui, acesso em 10 jun. 2009]. Contrapondo-se a essa afirmação do Ministério das Comunicações, apresento parte de outra versão [CARNEIRO, Vânia L Quintão. "Fazer rir ... a que preço? Desrespeito e comercialização da liberdade infantil". XXXII Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, Curitiba, 2009], em q

Comunicação e Cidadania - Repensar a Crise e a Mudança

Portugal será sede, pela primeira vez, de uma conferência da International Association for Media and Communication Research. O tema da conferência, que foi articulada com o Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade da Universidade do Minho, em Braga, será "Comunicação e Cidadania - Repensar a Crise e a Mudança". Leia abaixo, texto de apresentação da conferência: "Comunicação e Cidadania - Repensar a Crise e a Mudança é o tema principal que é proposto a todos os participantes na Conferência Internacional IAMCR 2010. A aceleração da mudança e a globalização do medo e da insegurança são características do presente. A velocidade das transformações em todas as regiões do nosso volátil e hiper-complexo mundo torna cada vez mais difícil de ler a realidade social e agir de forma significativa. Num momento de profunda crise económica, cultural e moral, cidadãos, grupos e organizações não têm alternativa senão a de redescobrir como a vida individual e social pode ser vi

Depois do Carnaval

Por Cecília Meireles Terminado o Carnaval, eis que nos encontramos com os seus melancólicos despojos: pelas ruas desertas, os pavilhões, arquibancadas e passarelas são uns tristes esqueletos de madeira; oscilam no ar farrapos de ornamentos sem sentido, magros, amarelos e encarnados, batidos pelo vento, enrodilhados em suas cordas; torres coloridas, como desmesurados brinquedos, sustentam-se de pé, intrusas, anômalas, entre as árvores e os postes. Acabou-se o artifício, desmanchou-se a mágica, volta-se à realidade. À chamada realidade. Pois, por detrás disto que aparentamos ser, leva cada um de nós a preocupação de um desejo oculto, de uma vocação ou de um capricho que apenas o Carnaval permite que se manifestem com toda a sua força, por um ano inteiro contida. Somos um povo muito variado e mesmo contraditório: o que para alguns parecerá defeito é, para outros, encanto. Quem diria que tantas pessoas bem comportadas, e aparentemente elegantes e finas, alimentam, durante trezentos dia

Comissão Europeia alerta empresas de redes sociais online para o aumento de políticas de segurança

Um estudo divulgado hoje pela Comissão Europeia refere que 50% dos adolescentes europeus colocam dados pessoais na Internet, alertando para o perigo dessas informações permanecerem online e poderem ser consultadas por qualquer pessoa. A propósito do Dia da Internet Segura, que se assinala hoje, a Comissão Europeia procura divulgar a mensagem: "Pensem antes de colocar um post online!". A Comissão Europeia reuniu, no ano transacto, 20 empresas detentoras de redes sociais online que se submeteram à iniciativa Safer Social Networking Principles. A maioria destas empresas melhoraram, diz a organização, as políticas de protecção de dados dos menores, através de uma maior facilidade de alterar os parâmetros de privacidade (bloquear e apagar utilizadores, eliminar comentários abusivos ou não desejados). No entanto, a Comissão acredita que há ainda muito para fazer. Menos de metade das companhias das redes sociais (40%) apresenta perfis de menores de 18 anos visíveis a todos os util

Criatividade

Imagem
Campanha de chocolate na Argentina e Uruguai estimula jovens a demonstrarem seus sentimentos a partir da escrita, com sua própria letra, sem símbolos como emoticons e abreviaturas típicas da internet. Criativa e inteligente. Vi muita gente batendo foto dos cartazes espalhados em Buenos Aires e Montevideo.

Young People, ICTs and Democracy. Theories, Policies, Identities and Websites

Imagem
O Nordicom, Nordic Information Centre for Media and Communication Research, acaba de lançar o livro " Young People, ICTs and Democracy. Theories, Policies, Identities and Websites" . Esta nova publicação, da autoria de Tobias Olsson e Peter Dahlgren, oferece reflexões teóricas sobre o potencial cívico da Internet, análises dos interesses e desenvolvimento das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), assim como estudos sobre as práticas diárias dos jovens na Internet. A obra trata a retórica da Internet e as suas potenciais implicações na esfera política, no que diz respeito aos jovens. Com o uso de vocábulos como " e-geração " ou " geração messenger", este estudo analisa o eventual contributo transformador das chamadas TIC. Algumas ideias orientadoras do livro: "The rhetoric on the Internet and its potential implications for the sphere of politics have been especially pertinent in regard to young people. Through the use of notions such as ”

Internet e Educação

"Internet e Educação" é uma iniciativa do grupo catalão Cibernàrium , em parceria com o Gabinete de Comunicacíon y Educacíon da Universidade Autónoma de Barcelona, que se destina à formação de profissionais ligados ao ensino, no âmbito da incorporação das novas tecnologias nas salas de aula. Ao longo de três meses, o projeto pretenderá sensibilizar para as vantagens de um conjunto de conhecimentos, ferramentas e metodologias relacionadas com a informatização do ensino. A formação é constituída por três módulos: 1: "As TIC na escola: cria e gere um portal de formação online com o Moodle"; 2: "As TIC na escola: usos educativos dos videoblogs"; 3: "As TIC na escola: ferramentas para pesquisar e partilhar informação na Internet". O Cibernàrium é um projeto de alfabetização mediática que pretende diminuir as disparidades do conhecimento digital em Barcelona. Esse grupo catalão considera que "a aplicação das tecnologias da informação no e

Se o mundo tivesse 100 pessoas!!!!

O vídeo abaixo foi premiado no Festival de Cannes, em 2001. Veja, reflita, divulgue! Trabalhe o vídeo em sua ONG, escola, associação.

Multimídia em prol da leitura

O site do LivroClip é uma proposta interessante que usa recursos multimídia para estimular a leitura. A partir de uma animação e de trechos do livro ou um resumo do mesmo, é possível saber sobre o conteúdo daquela obra e sentir o interesse para desvendar a obra. Há livros adultos e infantis. Com textos em português e inglês. Sem dúvida um recurso muito legal pra se trabalhar em sala de aula ou outros ambientes educativos-culturais. Abaixo, A Metamorfose, de Kafka:

Blogando nas ondas do rádio

"Blogando nas ondas do rádio - Educomunicação e tecnologias a serviço da educação" é o nome de um blog do programa "Nas ondas do rádio" da Secretaria Municipal de Educação do Estado de São Paulo,. Você pode acompanhar o blog ou o twitter do programa.

Ano novo???

Imagem

Guia sobre educação para jornalistas e educadores

Imagem
Compartilho com vocês o Guia de Referência para Cobertura Jornalística "Educação no Brasil", editado pela Agência de Notícias dos Direitos da Infância (ANDI). É ideal para jornalistas que cobrem a área de educação e também para educadores conhecerem alguns pontos sobre a educação brasileira. Para acessar a publicação, basta clicar aqui.

Infância e Comunicação

A Agência de Notícias dos Direitos da Criança (Andi) e a Rede Andi Brasil lançaram no final de 2009 a cartilha “Infância e comunicação: uma agenda para o Brasil”. A iniciativa é resultado de uma série de ações promovidas por organizações que tinham como objetivo estabelecer uma agenda comum de temas a serem tratados na 1ª Conferência Nacional de Comunicação e na 8ª Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, que aconteceram em dezembro de 2009, em Brasília. O material, que conta com o apoio da Fundação Itaú Social e do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), foi elaborado a partir da constatação sobre a necessidade de desenvolver um sistema de mídia que promova e proteja os direitos de meninos e meninas. Assim, foram formulados dez pontos fundamentais que possam contribuir para o fomento da reflexão sobre a responsabilidade dos veículos de comunicação junto ao público infanto-juvenil. Entre eles, há aspectos de estímulo aos benefíc

Histórias infantis para ouvir e … navegar

Imagem
“Boas histórias são capazes de navegar em qualquer formato e as crianças sabem disso” Camila Targino Entrevista realizada por Marcus Tavares Rádio, histórias, internet e infância. A liga parece que vem dando certo e, inclusive, sendo prestigiada. Em dezembro passado, a Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) premiou o projeto Rádio Pipoca como o Melhor Programa Infantil. Desenvolvida desde 2006, a proposta consegue aliar a linguagem do rádio, a tecnologia da internet e a fantasia da narrativa. Focada em histórias da mitologia universal, a Rádio Pipoca pode ser acessada pela web ou, ainda, via Rádio USP FM. “Rádio Pipoca acompanha as mudanças na forma em que as pessoas, especialmente as crianças, se relacionam com a tecnologia. E busca aliar esse novo conhecimento com conteúdo de qualidade, propondo-se a resgatar o hábito de pais e filhos ouvirem histórias juntos, num ambiente sadio e divertido que combina o charme do rádio com a praticidade da internet”, destaca a apresentaç

Televisão ainda é a mídia mais acessada pelos jovens americanos

Imagem
O boom de celulares, iPods e sites como o YouTube entre crianças e adolescen- tes impulsiona uma mudança no modo como esse público vê TV: eles consomem mais conteúdo produzido para a televisão, mas ficam menos diante do televisor. A afirmação é da Kaiser Family Foundation, que acaba de divulgar a pesquisa Generation M2 - Media in lives of 8 to 18 years old. O levantamento ouviu 2.002 americanos, na faixa etária dos oito aos 18 anos. Apesar de o conteúdo de televisão ser o mais consumido dentre as opções de entretenimento (são 4h29 diárias, 38 minutos a mais do que em 1999), pela primeira vez na década, o tempo diante do televisor caiu: são 25 minutos a menos em dez anos (3h04 em 2009 contra 2h39 em 1999). Um dos motivos é o fato de os aparelhos portáteis ganharem mais espaço: 20% do consumo total (2h07) acontece em celulares, iPods e vídeo games portáteis.Segundo o estudo, 59% dos entrevistados assistem aos programas de TV do jeito “clássico”, ou seja, no televisor no horário em que