Postagens

Sobre medos, educação e mídia

Imagem
Tirinha de Armadinho Por Cristiane Parente de Sá Barreto ( Artigo publicado em 26/05/2015)* Inspirada por uma das muitas conferências do escritor Mia Couto, resolvi compartilhar algumas ideias com vocês sobre o medo, esse sentimento que nos faz levantar mais muros que pontes, grades no lugar de estradas que nos ligariam uns aos outros. E falar em medo é também nos interrogar sobre o papel da educação na construção do nosso “eu”; e falar da mídia, como perpetuadora e criadora de medos ou oportunidade de novas miradas críticas. Falar de medo é nos questionar constantemente sobre nossos (pre)conceitos em relação ao que é diferente de nós; nossa incapacidade de aceitar pontos de vista, culturas, hábitos, opiniões, relações que não se enquadram em nosso “mundinho” protegido por ilusões de perfeição; é rasgar a Declaração dos Direitos Humanos, o Estatuto da Criança e do Adolescente e pedir a redução da maioridade penal embalados por discursos de violência proferidos muitas vezes pelos mesmos

Terceira temporada do "Idade Mídia" estreia 4 de julho

Imagem
A terceira temporada da série  "Idade Mídia" estreia no próximo dia 4 de julho no Canal Futura, às 21h30. O comando e apresentação continua com  o jornalista Alexandre Sayad, que analisa  experiências e práticas inovadoras de todo o país em nove episódios. Os professores do Rio de Janeiro e São Paulo terão um benefício. Poderão assistir a uma pré-estreia exclusiva do programa, com qutro episódios, às 11h, nas salas do Espaço Itaú de Cinema, em parceria com o Clube do Professor, com entrada gratuita. Além disso, poderão bater um papo com um dos diretores do Idade Mídia. Em São Paulo  estará o jornalista Sérgio Rizzo, acompanhado da Gerente de Produção da Fundação Roberto Marinho, Deca Farroco. No Rio de Janeiro quem conversa com o público após a exibição dos episódios é Alexandre Sayad junto com o gerente adjunto do Canal Futura, Acácio Jacinto. O "Idade Mídia" é produzido pela Deusdará Filmes, com direção de Leonardo Brant, e conta com a participação de jovens unive

Unesco promove debate sobre Alfabetização Midiática e Informacional e Competências Digitais

Imagem
No próximo dia 28 de junho (9h de Brasília /14h de Paris) a Unesco promove o debate "Media and Information Literacy and Digital Competencies: Networks, Tools, Empowerment for Learning Transformation" (Alfabetização Midiática e Informacional e Competências Digitais - Redes, Ferramentas e Empoderamente para Transformação). A ideia é mostra que a Alfabetização Midiática Informacional - AMI (Media and Information Literacy - MIL) pode a judar na qualidade da aprendizagem ao longo da vida (Lifelong Learning) a partir dos seguintes aspectos: - Melhorando a acessibilidade à informação; - Capacitando jovens e idosos com habilidades críticas; - Formando professores para ajudar os alunos a se tornarem consumidores mais sábios de mídia e tecnologia digital; - Criando parceria com partes interessadas de todo o mundo para transformar a educação. Veja a sessão conectando-se aqui: http://webcast.unesco.org/events/2022-06-TES-Pre-Summit/  (Sala XI)

Agência Tatu, de Alagoas, combaterá fake news com apoio da Meta e ICFJ

"A Agência Tatu de Jornalismo de Dados foi uma das selecionadas no Programa Acelerando a Transformação Digital – Educação Midiática e Combate à Desinformação, uma iniciativa do International Center for Journalists (ICFJ) e Meta, empresa dona do Facebook e Instagram. Dentro do programa, a Tatu desenvolverá o projeto “Nordeste sem Fake”. As 15 organizações selecionadas vão receber mentorias com duração de dois meses, que iniciarão a partir de julho. Para realizar a criação de um projeto ou produto digital, os veículos receberão um fundo de apoio de 15 mil dólares. O objetivo é realizar trabalhos que atuem na educação midiática e contribuam com o combate à desinformação. Novo projeto da Tatu O “Nordeste sem Fake” tem o objetivo de desenvolver um robô, que se chamará Dandara, responsável por identificar possíveis conteúdos de desinformação publicados nas redes e mídias sociais, como fake news sobre as eleições locais de 2022. A iniciativa será focada no Nordeste, já que outros grupos

Estudantes da rede pública de Santos gravam programa do STF de combate às fake news 

Imagem
"Como não ser enganado por conteúdos mentirosos e divulgações com informações equivocadas? A resposta para esta pergunta será respondida em uma série de cinco vídeos que está sendo produzida pelo Instituto Devir Educom, com alunos da rede pública de ensino (UME Avelino da Paz Vieira, UME Vinte e Oito de Fevereiro e EE Zulmira Campos), participantes do projeto Memórias em Rede, e professores do Parquinho Tecnológico de Santos. A ação faz parte do programa do Supremo Tribunal Federal (STF) de combate às fake news e à desinformação neste ano eleitoral, em parceria com a Rede Nacional de Combate à Desinformação (RNCD). As duas primeiras produções foram gravadas na manhã desta quinta-feira (23), no Parquinho Tecnológico de Santos (Vila Nova), com professores do local e alunos da UME Avelino da Paz Vieira (Vila Nova). As obras audiovisuais serão divulgadas, a partir do próximo mês, nos canais digitais do STF, da RNCD, do Devir e da Prefeitura." "A Rede Nacional de Combate à De

RNCD Brasil e Universidad Ramon Llull realizam I Colóquio Internacional sobre Desinformação

Imagem
A Rede Nacional de Combate à Desinformação – RNCD Brasil (https://rncd.org/) e a Universidad Ramon Llull promovem entre os dias 27 e 29 de junho o I Colóquio Internacional sobre Desinformação: Impactos Políticos, Culturais e Científicos em Brasil e Espanha. O evento também é uma realização do Núcleo de Pesquisa em Jornalismo e Comunicação – NUJOC/UFPI, do projeto Reconfigurações Jornalísticas da Universidade Federal Fluminense – UFF e Blanquerna-URL. A participação é gratuita, o link de inscrição já está disponível:  https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScK-P3YivQqu9uT4LiaWucMWTP9HNTkxboSGxcj0BvmSbYJCQ/viewform?usp=sf_link Com transmissão no canal RNCD Brasil no Youtube (https://www.youtube.com/c/RNCDBRASIL), o evento tem por intuito reunir profissionais da comunicação, da saúde, além de acadêmicos e pesquisadores para compartilhar reflexões e resultados de pesquisas relacionadas ao fenômeno da desinformação gerado em diversas situações de crise. O foco da conferência é o tratament

Literacia digital e midiática será tema de congresso na Universidade de Coimbra

Imagem
A Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra (FPCEUC) recebe no sábado, 25/06, das 9h Às 17h (hora portuguesa), especialistas de educação e comunicação de várias nacionalidades no congresso  “Literacia Digital e Mediática: da Investigação à Educação”, que faz parte do projeto COMEDIG -  Competências de Literacia Digital e Mediática em Portugal.  O objetivo do evento é compartilhar reflexões sobre os desafios da literacia digital e midiática na educação e investigação, e na formação de cidadãos para o uso crítico e conscinete dos meios de comunicação, redes e plataformas, tendo em conta essa literacia é considerada condição essencial para o exercício da cidadania. Os conferencistas do congresso são os professores Ignacio Aguaded Gómez (Universidade de Huelva), Gabriela Borges (Universidade do Algarve), Pierre Fastrez (Universidade Católica de Lovaina) e Teresa Pombo (Plano Nacional de Leitura 2027/Agrupamento de Escolas Carlos Gargaté). O projeto “COMED