Nota de pesar pelo falecimento do jornalista Gilberto Dimenstein

Gilberto Dimenstein 28/08/1956 - 29/05/2020
A Jeduca - Associação de Jornalistas de Educação recebeu hoje com imensa tristeza a notícia da morte do jornalista Gilberto Dimenstein. Gilberto foi um dos mais influentes jornalistas de sua geração, e sua dedicação aos temas sociais, entre eles a educação, inspirou e abriu caminho para o trabalho de inúmeros repórteres que, como ele, acreditam na educação como dimensão fundamental para a construção de uma sociedade mais justa, próspera e democrática.
Gilberto era não apenas um jornalista excepcional, mas também um ser humano de generosidade ímpar. Foi autor, padrinho ou incentivador de diversas ações que contribuíram na prática para a redução de desigualdades e promoção da educação e da cultura no país. Entre elas se destacam a Cidade Escola Aprendiz, a Agência de Notícias dos Direitos da Infância (Andi) e a Orquestra Sinfônica de Heliopólis, apenas para citar alguns exemplos.
Além de sua atuação marcante em veículos como a Folha de S. Paulo e a rádio CBN, Gilberto foi também um inovador ao criar o site Catraca Livre.
Em recente depoimento ao jornal Folha de S. Paulo, ao falar sobre sua luta contra o câncer, Gilberto comparou o mundo a um corpo humano, onde há “pessoas que espalham infecções, se xingam, se odeiam” e “há os glóbulos brancos, que não deixam o mundo acabar, que inventaram a anestesia, o antibiótico, descobriram a hélice dupla do DNA.” 
Gilberto foi, sem dúvida, um glóbulo branco.
A Jeduca se solidariza com seus familiares, em especial com Anna Penido, grande jornalista de educação e fundadora do Porvir, uma das mais relevantes plataformas de conteúdo sobre inovação educacional no Brasil.
Diretoria e equipe da Jeduca 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Journalism, Fake News and Desinformation

FDR oferece curso gratuito e a distância em Formação de Mediadores de Educação para Patrimônio