Portal Lunetas recomenda obras infantis para discutir desinformação

O Portal Lunetas (super recomendamos) selecionou três obras literárias para diferentes perfis de leitores a partir das quais se pode discutir o tema da desinformação e das fake news. 

Reproduzimos aqui as recomendações, mas para ler a matéria completa, vai lá no Lunetas :) https://lunetas.com.br/fake-news-2/


“Lola em: Urgente! Cão vacinado acorda com dois rabos”, Caroline Arcari e Eneida Frezatti (Editora Caqui) Lola é uma cachorrinha que não tem muita paciência nem com os cães, nem com os humanos. Ela não aguenta mais as notícias falsas espalhadas por aí, como a de um cão que tomou vacina e acordou com dois rabos. Com uma boa dose de humor e ironia, Caroline Arcari traz para o cotidiano dos cachorros que frequentam as areias de Copacabana, no Rio de Janeiro, a realidade de muitas conversas atuais sobre fake news acerca das vacinas. Com prefácio do pediatra Daniel Becker e posfácio de Monica Calazans, enfermeira do SUS e primeira pessoa a ser vacinada contra a covid-19 no Brasil, o livro aproxima a informação e a ciência das crianças, de forma divertida. 


“Esquadrão curioso – Caçadores de fake news”, Marcelo Duarte (Panda Books) O autor da coleção “Guia dos curiosos” criou uma turma de amigos que se reúne na escola para desvendar notícias falsas. Assim nasce o “Esquadrão curioso”. A aventura mostra aos leitores formas de descobrir notícias falsas desvendando mistérios, desconfiando de coisas que parecem absurdas e percebendo os interesses de quem espalha a desinformação. O vilão desta história, o Fake Nilson, faz de tudo para barrar os planos investigativos da turma. Há também um podcast em que a turma de amigos entrevista diversos profissionais para entender como funciona o universo da mídia, a checagem de informações e como descobrir notícias falsas.

Como não ser enganado pelas fake news”, Flávia Aidar e Januária Cristina Alves (Editora Moderna) 

Um livro informativo que traz um panorama do que é preciso entender até chegar às fake news. De explicar a diferença entre fato, informação e notícia a resgatar questões históricas relacionadas ao tema da desinformação, as autoras trazem conteúdos extras espalhados ao longo do livro, instigando os leitores a refletirem a partir de reportagens e entrevistas, como, por exemplo, percorrendo um dos caminhos para a alfabetização midiática. Em linguagem atrativa e diagramação descolada, a obra dialoga com as crianças mais velhas, contribuindo para a formação de leitores melhor preparados para o contexto atual.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sites para baixar ou ler livros em espanhol

O perfil do professor mediador

A comunicação na sala de aula