Le Monde Diplomatique Brasil traz à tona a manipulação política no contexto das plataformas digitais


A nova edição do Le Monde Diplomatique Brasil traz à tona a manipulação política no contexto das plataformas digitais. Na edição, Bia Barbosa, Helena Martins e Jonas Valente explicam os motivos pelos quais o combate à desinformação não pode depender apenas das plataformas digitais. 

"As plataformas não são neutras. Para elas, quanto mais determinado conteúdo gerar cliques e outras formas de interação, melhor, pois isso resulta em mais audiência e dados. Não há, portanto, uma preocupação ética por parte da indústria em combater o fenômeno da desinformação, mas essencialmente o objetivo de lucrar com a captura da atenção e sua venda para publicidade."
Veja mais em: https://diplomatique.org.br/combate-a-desinformacao-nao-pode-depender-apenas-das-plataformas/
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sites para baixar ou ler livros em espanhol

Barreiras e oportunidades para a oferta e o acesso a atividades culturais on-line é tema de debate

Congresso da Intercom 2012: O Woodstock da comunicação virou tsunami