ANDI recebe medalha Zilda Arns pela atuação em defesa das crianças

A ANDI - Comunicação e Direitos recebeu nesta quarta-feira (24/04) a medalha Zilda Arns Neumann de Boas Práticas da Primeira Infância. A medalha é entregue a trabalhos, ações e projetos sociais voltados ao atendimento de crianças e adolescentes. A honraria foi criada como um instrumento para identificar e disseminar as práticas bem-sucedidas na área da primeira Infância, que estejam contribuindo de forma significativa para a defesa e garantia dos direitos desta fase tão importante da vida. 

“É com imensa alegria que recebo esta medalha tão honrada e a dedico aos criadores da ANDI, os jornalistas Âmbar de Barros e Gilberto Dimenstein, a todos que me antecederam neste cargo e a toda a equipe que vem trabalhando incansavelmente para construir, conquistar e proteger os direitos das crianças e adolescentes brasileiros independentemente do cenário do país”, declarou Miriam Pragita, diretora executiva da ANDI.

ANDI - Comunicação e Direitos é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos e apartidária, que articula ações inovadoras em mídia para o desenvolvimento. Suas estratégias estão fundamentadas na promoção e no fortalecimento de um diálogo profissional e ético entre as redações, as faculdades de comunicação e de outros campos do conhecimento, os poderes públicos e as entidades relacionadas à agenda do desenvolvimento sustentável e dos direitos humanos nos âmbitos nacional e global.

No momento a ANDI também é secretaria executiva da Rede Nacional Primeira Infância (RNPI), que reúne mais de 200 instituições entre ONGs, fundações e organismos multilaterais que trabalham em defesa dos direitos das crianças de zero a seis anos.

A Medalha Zilda Arns Neumann de Boas Práticas da Primeira Infância é uma homenagem a catarinense, médica e sanitarista que foi três vezes indicada ao Prêmio Nobel da Paz, ganhadora de prêmios no Brasil no exterior pelo trabalho pelo fim da desnutrição infantil e da violência contra a criança em seu contexto familiar e comunitário no Brasil.

Fonte:ANDI Comunicação e Direitos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A comunicação na sala de aula

II Fórum Informal sobre Literacia Mediática acontece em Lisboa

Criada a rede brasileira de jornalistas e comunicadores de ciência