ONU marca Dia Mundial do Rádio


Data celebra meio que revolucionou a forma como todos se comunicam e que se mantém na linha de frente no século 21.
Foto: Unesco
Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.
O Dia Mundial do Rádio, neste 13 de fevereiro, presta homenagem a um meio de comunicação, que apesar da evolução das últimas décadas, continua sendo um dos veículos mais importantes do século 21.
O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, ao dar um depoimento pessoal, disse que o aparelho ajudou a abrir "seus olhos e ouvidos para o mundo."
Educação
Em mensagem sobre a data especial, Ban afirmou que o rádio diverte, educa, informa e dá asas à imaginação.
Em situações de conflito ou crise, o chefe da ONU declarou que o meio de comunicação serve como uma espécie de "salva-vidas para as comunidades mais carentes."
Revolução
O Dia Mundial do Rádio foi aprovado pela Assembleia Geral e é dirigido na ONU pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco. A diretora-geral da agência, Irina Bokova, disse que o rádio incorporou a revolução digital para expandir seu poder e alcance.
Bokova afirmou que desde o nascimento do rádio no século 19, o aparelho não envelheceu e continua amplamente acessível, barato e muito simples de se usar.
Bokova declarou que é por isso que a Unesco trabalha na proteção dos jornalistas no mundo inteiro e apoia uma mídia livre e independente.
O Dia Mundial do Rádio está sendo comemorado com uma série de eventos em várias partes do mundo, mesas redondas e reportagens especiais produzidas pelas redações internacionais da Rádio ONU em Nova York.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Revista Escribanía com chamada aberta para artigos sobre comunicação

“Educar ya no significa transmitir y memorizar información”