10 fake news que você precisa conhecer sobre o coronavírus

Idealizado com base em um projeto de pós-doutoramento da pesquisadora Claudia Galhardi na ENSP, o aplicativo Eu fiscalizo tem recebido diversas notificações de fake news relacionadas ao novo coronavírus. Desenvolvido para que usuários notifiquem conteúdos impróprios em veículos de comunicação, mídias sociais e whatsapp, o app tem contribuído para que a sociedade tire suas dúvidas e obtenha esclarecimentos com a Fiocruz, de forma simples e rápida, a respeito de informações veiculadas sobre a Covid-19.

Para desmistificar as notícias falsas disseminadas sobre o novo coronavírus e denunciadas no Eu fiscalizo, o Informe ENSP conversou com a pneumologista e pesquisadora da Escola, Margareth Dalcolmo, a fim de esclarecer o porquê de essas notícias não corresponderem com a realidade. 

Confira, abaixo, 10 fake news veiculadas sobre o coronavírus denunciadas por meio do Eu fiscalizo:

1.Água fervida com alho serve como tratamento para o coronavírus – É FAKE NEWS!

Segundo Margareth Dalcolmo, até o momento, não existe tratamento cientificamente comprovado contra o coronavírus. Estão sendo realizados testes com medicamentos, mas ainda não há nada que comprove cientificamente sua eficácia. 

2.O coronavírus é maior do que o normal, e, por isso, qualquer máscara impede sua entrada no organismo – É FAKE NEWS!

O coronavírus não é maior do que o normal, de acordo com a pesquisadora. A máscara protege, sobretudo, em transportes coletivos, elevadores, entre outros lugares com maior número de pessoas.

3.Quando cai em uma superfície de metal, o vírus permanece vivo por 12 (doze) horas e, em tecido, 9 (nove) horas. Portanto, lavar a roupa ou colocá-la ao sol por 2 (duas) horas elimina o vírus – É FAKE NEWS!

O vírus permanece maior tempo em superfícies de plástico. A pesquisadora destaca que a lavagem de roupa, com água e sabão, é indicada para a eliminação do vírus. No entanto, a exposição ou não da roupa ao sol não interfere em sua eliminação.

4.O vírus vive na mão 10 minutos - É FAKE NEWS!

Não há evidências científicas que comprovem o tempo em que o vírus permanece nas mãos, segundo Margareth. O indicado é fazer a lavagem adequada das mãos, sempre que possível, com água e sabão.

5.O vírus exposto a uma temperatura superior a 26 graus morre. É FAKE NEWS!

Não existe um limite de temperatura à qual o vírus não resiste, de acordo com a pesquisadora.

6.Como o vírus não resiste à temperatura superior a 26 graus, a água exposta ao sol pode ser consumida sem qualquer perigo. É FAKE NEWS! 

Não existe limite de temperatura à qual o vírus não resista. A pesquisadora alerta que não é indicado consumir água exposta ao sol.

7.O vírus se propaga no ar – É FAKE NEWS!

O vírus não se propaga no ar, a não ser por meio de contato próximo com o doente. Margareth explica que o vírus pode, sim, ser carreado por gotículas ou em aerossol, provocado pela tosse, inclusive, em procedimentos médicos. Daí a razão de tantos profissionais de saúde terem sido contaminados, segundo ela.

8.Evitar comer gelados ou pratos frios – É FAKE NEWS!

Pratos frios ou quentes não interferem na resistência do vírus, de acordo com a pesquisadora.

9.Gargarejar com água morna ou salgada evita que o vírus vá para os pulmões – É FAKE NEWS!

Água morna ou salgada não evita que o vírus atinja os pulmões. Margareth esclarece que o comprometimento dos pulmões vai depender de características fisiológicas do indivíduo infectado pelo vírus.

10. Álcool em gel pode ser feito em casa com apenas dois ingredientes – É FAKE NEWS!

Não é indicado que se produza álcool em gel em casa, de acordo com a pesquisadora. O material de limpeza mais indicado na eliminação do coronavírus, segundo Margareth, é qualquer detergente, que se usa para lavar a louça, ou água sanitária. “Pode ser feito um material de limpeza caseiro, diluindo água sanitária na proporção de 1 litro de água sanitária para 3 litros de água. Isso serve também para limpar superfícies lisas, sobretudo as de plástico, onde o vírus pode permanecer mais tempo. A melhor maneira e padrão ouro de limpeza é, ainda, água e sabão. O álcool em gel sozinho não pode ser utilizado todo o tempo. As mãos precisam ser realmente lavadas”, destaca a pesquisadora.

Você leu uma notícia falsa sobre o novo coronavírus? Então, baixe o aplicativo Eu fiscalizo e faça a notificação da fake news. O processo é rápido e fácil! Além de registrar conteúdos inapropriados, o app informa as datas das notificações e permite o envio de fotos, vídeos e mensagens de texto. O aplicativo está disponível na playstore e pode ser baixado em smartphones.  

Veja uma matéria sobre o aplicativo "Eu fiscalizo" neste link: http://www.ensp.fiocruz.br/portal-ensp/informe/site/materia/detalhe/48071 

Fonte: Fiocruz e Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (http://www.ensp.fiocruz.br/portal-ensp/informe/site/materia/detalhe/48548)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Jornalistas e pesquisadores brasileiros projetam a profissão para 2020

FDR oferece curso gratuito e a distância em Formação de Mediadores de Educação para Patrimônio