ABPEducom e Pacto Educativo Global realizam live sobre Educomunicação e Ecologia Integral

A próxima transmissão do ciclo de lives da ABPEducom - Associação Brasileira de Pesquisadores e Profissionais em Educomunicação tem parceria especial do Pacto Educativo Global do Brasil, articulação que a Associação apoia, e aborda o tema “Educomunicação e Ecologia Integral”. O evento acontece nesta terça-feira (25 de maio), a partir das 17h, e terá a participação de:

Filomena Maria Avelina Bomfim, sócia da ABPEducom e professora do curso de Jornalismo da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), no qual ministra a disciplina Educomunicação. É graduada em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas), mestra em Jornalismo pelo City University (Londres) e em Ciências da Informação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e doutora em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Bomfim atua no Núcleo de Educação à Distância (NEAD/UFSJ), no curso Mídias na Educação. É docente do Programa Interdepartamental de Pós-Graduação Interdisciplinar em Artes, Urbanidades e Sustentabilidade (Pipaus/UFSJ). Ela lidera o Grupo de Estudos & Pesquisas em Educomunicação (GEPEducomufsj), certificado pelo CNPq.

Luiza Madeira, graduada em Arqueologia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e mestra pelo Pipaus/UFSJ. Foi integrante do Conselho Municipal de Meio Ambiente do município de Santa Cruz de Minas. Madeira atua na equipe técnica do Centro Socioeducativo Santa Clara, em Belo Horizonte (MG), e também nas áreas de consultoria arqueológica e gestão cultural e em projetos de educação patrimonial e ambiental. Ela trabalhou nas campanhas de trabalho de Turismo Arqueológico em Santa Cruz de Minas e foi estagiária docente no curso de Comunicação Social – Jornalismo da UFSJ.

Thaís Brianezi, sócia da ABPEducom, fundadora da International Environmental Communication Association (IECA) e da Escola de Ativismo e conselheira do Fundo Brasileiro de Educação Ambiental (FunBEA). Possui graduação em Jornalismo pela USP, mestrado em Sociedade e Cultura na Amazônia pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e doutorado em Ciência Ambiental também pela USP. Brianezi tem experiência nas áreas de Comunicação e Sociedade, Jornalismo e Educomunicação, com ênfase na problemática socioambiental, atuando principalmente como pesquisadora, professora e analista de projetos e políticas públicas. Desde julho de 2016, trabalha na Prefeitura de São Paulo, na carreira de analista de políticas públicas e gestão governamental.

Sílvia Maria Pompéia, mestra em Ciência Ambiental pela USP e doutora em Educação pela PUC de São Paulo. Tem atuado no Brasil e no exterior em projetos ligados a políticas públicas, envolvendo a formação de educadores e lideranças, especialmente focados em processos participativos e voltados ao desenvolvimento sustentável e à educação. Foi líder estudantil no ensino médio e superior entre 1962 e 1972, período que inclui a ditadura militar. “Considero fundamental o apoio à juventude para que, consciente da importância das raízes culturais e apaixonada pela natureza, lute por uma sociedade solidária que garanta o direito da fala e da escuta de cada um, o que faz toda a diferença, especialmente em casos mais extremos, como desastres e pandemias”, afirma Pompéia.

A mediação é de Mauricio Virgulino, vice-presidente da ABPEducom e doutorando em Artes Visuais pela USP. Ele também é responsável pela curadoria do ciclo de lives juntamente com Paola Prandini, diretora cultural da Associação e cofundadora do negócio social AfroeducAÇÃO.

A transmissão será feita pelo canal da ABPEducom no YouTube. O público poderá interagir com perguntar e comentários por meio do chat. A gravação ficará disponibilizada no mesmo espaço. Haverá interpretação simultânea na Língua Brasileira de Sinais (Libras).

O evento tem apoio do Núcleo de Comunicação e Educação (NCE/USP) e do Laboratório de Educação, Linguagem e Arte do Centro de Educação a Distância da Universidade do Estado de Santa Catarina (Lela/Cead/Udesc).

Sobre o Pacto Educativo Global do Brasil

O Pacto Educativo Global é uma mobilização da qual participam organizações da sociedade civil de todo o mundo, dentre elas a ABPEducom. A iniciativa tem como orientação um apelo do Papa Francisco de setembro de 2019, quando propôs a articulação global em torno da construção de uma “nova solidariedade universal e uma sociedade mais acolhedora”.

A Articulação Brasileira do Pacto Educativo Global (ABPEG) é um movimento com mais de 60 organizações nacionais que respondem ao pedido do pontífice por uma educação comprometida com a pedagogia inclusiva, atenta à vida real e essencialmente preocupada com a “casa comum” (o meio ambiente).

A iniciativa no Brasil é fruto do convite da organização Scholas Ocurrentes para articular ações de impacto pelas organizações sociais e interreligiosas.

Serviço

Live ABPEducom + Pacto Educativo Global do Brasil: Educomunicação e Ecologia Integral

Data: 25 de maio (terça-feira)

Horário: 17h

Transmissão: Canal da ABPEducom no YouTube

Fonte. ABPEducom

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sites para baixar ou ler livros em espanhol

O ecossistema ambiental brasileiro pede ajuda. Não assista de forma passiva essa destruição. Contribua!!!

Brasil terá Rede Nacional de Combate à Desinformação